Sistema GFIL – Atualização 9.98

Muuuuuuita atenção: ainda não há nada oficial, mas é fato que todas as SEFAZ do país estão fazendo um controle rigoroso de usuários que enviam notas que geram rejeição.
Essas rejeições geram um alto custo desnecessário para as SEFAZ e, por isso, elas devem começar a adotar mecanismos (inclusive multas) para coibir as rejeições.
Um agravante é que essas punições das SEFAZ não atingirão apenas você usuário, mas também o desenvolvedor do software, no caso o GFIL. Há previsão inclusive de banimento completo de um sistema que permite rejeições sistemáticas.
Logicamente que não vamos permitir isso, de forma alguma. Lógico que você concorda que seria muito melhor perdermos alguns usuários do que termos nosso sistema bloqueado pelas SEFAZ.
Por isso, ao longo das próximas versões, estaremos criando mecanismos para verificar aqueles usuários que têm um volume alto de rejeições de suas notas. Infelizmente, naqueles usuários que isso acontecer e não forem tomadas medidas para diminuir as rejeições, não será mais possível manter a parceria e teremos que bloquear o uso do sistema. Esse bloqueio, se for necessário, será feito por uma opção on-line que as SEFAZ irão disponibilizar às softwares houses.
Como evitar/diminuir rejeições? Dar muita atenção nas informações que coloca no cadastro da empresa, no cadastro do cliente, no cadastro dos produtos, nos enquadramentos de situação tributária, CFOPs, NCMs, CEST, impostos, etc. etc. O que não pode é informar qualquer dado e ir alterando esse dado até que a “nota passe” na SEFAZ. Essas tentativas geram rejeição e, como já dito acima, rejeição gera custo para as SEFAZ. Lembre que sua empresa tem um profissional que ela paga para orientar sobre essas questões, que é o contador da empresa.
Caso fique qualquer dúvida sobre essa questão, entre em contato com nosso atendimento ou com seu suporte téncico. Mas é imprescindível que sua empresa e todos que operam o sistema dêem muita atenção a essa questão;

Criado o “Relatórios -> Financeiros Diversos -> Fechamento de Caixa”;

No módulo de parâmetros fiscais da NFCe foi criada uma opção para se mudar o “Status do envio” da nota. Dessa forma você pode configurar para que o sistema, ao enviar uma NFCe apenas imprima o Danfe off line. Mas atenção: a opção off line somente pode ser utilizada se sua internet não estiver ativa por um período e deve ser apenas temporariamente. Além disso, notas emitidas em off line, precisam ser reenviadas no prazo máximo de 1 dia. O não cumprimento dessas regras poderá gerar multas pela sua SEFAZ;

Nova versão (2.9.5) do GFILMob. Ndo módulo de comandas, agora será possível que o garçom faça a solicitação do fechamento da conta. A nova opção está no menu “Solicitar Fecham. da Conta” do menu suspenso, o qual aparece após se clicar em uma mesa ocupada.
Esse procedimento vai disparar um aviso para o servidor, o qual mostrará um alerta na tela de comandas do GFIL. Esse alerta ficará ativo até que seja feita a impressão do detalhamento de consumo daquela comanda;

Criado o módulo para cadastro de equipamentos e veículos. O objetivo desse cadastro é para vincular um determinado equipamento ou veículo na ordem de serviço.
Na tela de ordem de serviço foi incluído o campo “Equipamento / Veículo Vinculado (F8)”, cujo preenchimento será opcional.
Esse novo cadastro vai facilitar para aqueles usuários que têm clientes cujos equipamentos e/ou veículos são trazidos recorrentemnte para consertos. Fazendo o cadastro uma vez, nas ordens de serviços seguintes bastará “buscar” o registro para vinculá-lo a OS.
Para acessar essa nova tela, acione o menu “Cadastros” da tela de O.S.;

O GFIL passa a tratar de forma diferente eventuais rejeição de “Duplicidade de NF-e”. Para mais detalhes de como proceder quando ocorrer esse erro, analise o tópico número 71 do manual de ajuda;

O módulo de locações agora também passa a fazer o recebimento no novo formato, o qual já era utilizado nas vendas, comandas e ordens de serviço. Se você ainda não está familiarizado com essa tela, não deixe de analisar em detalhes os tópicos 20 e 171 do manual de ajuda;

O relatório “Fechameno de Caixa”, agora pode ser gerado por um período maior que um dia e também pode ser filtrado pela hora do lançamento. Essa mudança vai ser útil para empresas (restaurantes, por exemplo) que têm operadores cujo turno inicia em um dia e termina em outro.
Logicamente que lançamentos feitos em versões anteriores do GFIL, não poderão ser filtrados por hora, já que naqueles lançamentos o sistema não registrava a hora;

No módulo de parâmetros gerais, grupo “Comandas”, foi incluído o campo “Taxa de Entrega (p/ Delivery)”. O valor informado nesse campo será utilizado para acrescer no valor da comanda quando ela for do tipo “Dleivery”. Logicamente que, nesses casos, não mais será utilizada o percentual da taxa de serviços.
Nas mesas do tipo “Viagem” não mais será calculado acréscimo automático;

Na tela de consulta de CNPJ/CPF no servidor da receita federal, foi incluída uma nova opção para tentarmos contornar os problemas que ocorrem no servidor atual.
Lembrando sempre que essa é uma opção que pode ou não funcionar, pois depende sempre da receita não fazer mudanças de layout no servidores dela;

Nos parâmetros gerais foi incluída a opção “Na ordem de serviço utilizar os campos placa e odômetro”. Se você desmarcar essa opção o sistema não vai mostrar os campos da placa e odômetro na tela de ordem de serviço e tampouco na impressão da mesma;

Sistema GFIL – Atualização 9.97

Na opção de importação da base de dados, agora também é possível importar toda a base de dados excetuando-se as tabelas relacionados a documentos eletrônicos.
Essa opção visa principalmente permitir que seja alterado o CNPJ da empresa no GFIL e manter todos os dados (cadastros e lançamentos) da empresa, já que o o GFIL não permite essa alteração do CNPJ se houver nota eletrônica emitida pela empresa antiga. Mas detahes analise o tópico 89 do manual de ajuda;

No grupo de tributação e tela de NFe, no campo da origem da mercadoria, foi incluído a opção para origem código 8;

No módulo de emissão de boletos Iugu, agora é possível imprimir os boletos no formato carnê. Mas essa opção só funcionará corretamente para boletos novos;

Como já era no cadastro de clientes, agora também é possível cadastrar dois ou mais fornecedores com o mesmo CPF, desde que tenham inscrição estadual diferente;

No módulo de geração de boletos foi incluída uma opção para já na geração do boleto também gerar o arquivo remessa;

O IBPT disponibilizou nova tabela (18.2.c) de alíquotas com validade de 01/10/18 a 31/01/19. Como sempre, o GFIL já se antecipa e disponibiliza gratuitamente essas tabelas para download. Recomenda-se efetuar já essa atualização para evitar atropelos de última hora. Para mais orientações veja o tópico número 158 do manual de ajuda;

Várias mudanças no módulo de comandas.
O layout da tela de listagem das mesas foi todo reformulado, incluído o menu para junção de mesas, novas opções para controle de pedidos de delivery e para viagem, menu para personalização de imagens e cores da tela de mapa de mesas, entre outras melhorias.
Para mais informações, analise o tópico número 57 do manual de ajuda.
Observações:
1) Esse tópico foi todo reformulado. Por isso, se você utiliza ou pretende utilizar o módulo de comandas, reanalise esse tópico por completo;
2) Se você utiliza o módulo de comandas via GFILMob, precisa atualizar tanto o server como o apk do app;

Mais uma solicitação atendida -> Nota Eletrônica de Produtor Rural.
Foram feitas várias adequações no sistema para possibilitar a emissão de nota eletrônica com CPF, a qual permitirá que produtores rurais emitam nota eletrônica (NFe, modelo 55). Uma dessas adequações foi no cadastro de empresas filiais. Agora será possível cadastrar um mesmo CPF para mais de uma empresa, desde que cada CPF tenha uma inscrição estadual diferente. Essa mudança é necessária já que produtores rurais têm suas “empresas” identificadas por um único CPF, mas cada uma com uma IE diferente;

Para fins de atualização de configurações da licença de uso, você deve efetuar uma nova liberação da licença de uso no seu GFIL. Basta acessar o programa, menu “Sistema -> Licença de Uso -> Liberar” e fazer a liberação;

Nas configurações de impressão de tickes, orçamentos, comandas, etc. agora é possível personalizar a fonte, tanto na opção direta, como indireta;

Na baixa de boletos com arquivo de retorno agora é possível configurar o sistema para já efetuar um lançamento de débito na conta bancária do valor da tarifa dos boletos;

Sistema GFIL – Atualização 9.96

Sistema GFIL – Atualização 9.96

Criado o “Relatórios -> Financeiros Diveros -> Recebimentos em Vendas, Comandas e OS -> Sintético”;

Para atender a nova nota técnica 2016.002, versão 1.60, no módulo de NFe, na aba “ICMS S.T. – Substituição”, foi incluído o grupo de campos “ICMS Efetivo”.
A critério de cada SEFAZ, esses dados serão obrigatórios nos casos de CST 60 e CSOSN 500 e o destinatário da nota for consumidor final.

Ler mais

Sistema GFIL – Atualização 9.95

Atenção: nesta versão o GFIL estará migrando o layout das notas eletrônicas da versão 3.10 para 4.0. Essa mudança é obrigatória para notas emitidas a partir de 02/08/2018.
Dentre várias outras mudanças para esse novo layout, as SEFAZ só aceitarão envios no padrão TLS 1.2. Esse padrão não funciona em Windows XP ou Server 2003. Portanto, se sua empresa ainda tem computadores com esses sistemas operacionais, providencie o quanto antes a atualização para uma versão mais recente.

Ler mais

Sistema GFIL – Atualização 9.93

Na impressão dos tickets de venda (A4 e 40 colunas), o nome do cliente que será impresso agora será o valor do campo nome, se o cliente for PF e o valor do campo nome fantasia, para clientes PJ;

Criadas opções para controle precário de prazo de validade de produtos. É imprescindível uma completa e atenta análise do tópico número 37 do manual de ajuda;

Ler mais

WhatsApp Tire suas dúvidas via WhatsApp